Marília Mendonça, uma das cantoras contemporâneas mais populares do Brasil, morreu em um acidente de avião aos 26 anos, dizem as autoridades.

Outras quatro pessoas - seu tio, seu produtor e dois tripulantes - também morreram no acidente em uma área rural no sudeste de Minas Gerais.

Uma investigação foi iniciada para determinar a causa da falha.

Vencedora do Grammy Latino em 2019, Mendonça ficou famosa por focar nas experiências femininas com relacionamentos fracassados.

Um dos maiores nomes da música country brasileira conhecido como sertanejo, Mendonça começou sua carreira ainda adolescente, e se tornou uma estrela nacional em 2016 com um hit sobre a infidelidade. Ela era conhecida como a "Rainha do Sofrimento" do país.

No ano passado, como os shows foram cancelados por causa da pandemia, ela se apresentou em uma série de shows online. Um deles estabeleceu o recorde de transmissão ao vivo mais assistida do mundo, com 3,3 milhões de espectadores no YouTube. 

Em 2020, ela foi a artista mais ouvida no Brasil no Spotify.

Mendonça, que tinha um filho de dois anos, deveria se apresentar em um show na noite desta sexta-feira na cidade de Caratinga, a 12 km do local do acidente. Horas antes do acidente, ela postou nas redes sociais um vídeo no qual se preparava para embarcar no avião particular.


A equipe da cantora havia inicialmente dito que ela estava viva e bem depois que surgiram as notícias do acidente. Mais tarde, imagens de televisão mostraram a aeronave danificada perto de uma cachoeira em uma área montanhosa.

Depois que sua morte foi confirmada, o jogador de futebol brasileiro Neymar disse no Twitter: "Eu me recuso a acreditar, eu me recuso". O cantor Anitta disse: "Não posso acreditar. Quero acreditar que ainda há esperança".