Carmen Mouro é acusada de exploração de imagem e incumprimentos contratuais

Carmen Mouro é acusada de exploração de imagem e incumprimentos contratuais


A apresentadora e empresária angolana Carmen Mouro, há cerca de três anos reside em Portugal, estreou-se na televisão portuguesa com o concurso de moda “Tu Consegues com Carmen Mouro”, programa cujo objectivo é descobrir top models para as grandes passarelles portuguesas.


O projecto criado e idealizado por si, com a ajuda da equipa do canal português, Sic Caras, foi, no início, muito bem recebido pelos concorrentes angolanos, portugues e brasileiros, que de primeira abraçaram e acreditaram no desafio, entretanto, para alguns deles, o que parecia ser o começo da realização de um sonho, está longe de acontecer.

Modelos da primeira edição do referido programa contactaram o PLATINALINE, a fim de expor publicamente o quão “desiludidos” estão por acreditar nas promessas “infundidas” da apresentadora.
Os participantes Aron Aguiar, Diogo Santana e Marcelly Alexandre queixam-se de exploração da sua imagem, incumprimentos contratuais, além da ausência de condições alimentares e de segurança, enquanto estiveram confinados numa casa arrendada em Aroeira, em Lisboa.

Após o término da primeira temporada do programa, os modelos contam que lhes foram prometidos viagens pela Europa, tratamentos estéticos e oportunidades de trabalho, pelo que, pouco lhes foi dado até a data presente. “Falei várias vezes com ela sobre isso, a resposta era sempre que tinha viagens ou problemas pessoais por resolver e nunca tinha tempo para nós, posteriormente começou a ser grosseira sempre que recebesse ligações minhas, agora já não atende as chamadas”, disse a modelo brasileira Marcelly Alexandre.

O também modelo Diogo Santana diz que na altura da assinatura contratual, não lhes foi dada a possibilidade de copiar o contrato, nem ao menos fazer uma foto. “Assim que acabou o programa, houve aquela esperança de trabalho. Ela usava a nossa imagem sem recebermos nada em troca, passou quase um ano e nada foi feito. Ela diz ainda que os trabalhos que tivemos depois do programa foram graças a ela, mas é tudo mentira.” Afirma o modelo português.

Entretanto, o advogado Frederico Bolivar, responsável do caso em Portugal, diz que numa primeira instância, o que se busca é a recomposição para a reparação deste dano de forma amigável, porém, caso não haja manifestação da parte da apresentadora, lhe será instaurando um processo que a responsabiliza criminalmente, já que as três tentativas de notificação extrajudicial não surtiram efeitos.

Ainda sobre a “ausência de condições alimentares e de segurança, os modelos dizem: “Comíamos bolachas e cereais”.

Com o objectivo de ouvir ambas as partes, o PLATINALINE entrou em contacto com a assessoria de imprensa da apresentadora, que apresentou como provas, recibo de uma viajem ao Porto em nome da modelo Marcelly, além do recibo de transferência em nome de Aron Aguiar, entretanto, a modelo afirma que a referida viagem é apenas uma das várias promessas feitas por Carmen Mouro. “De todos os prémios que ela ofereceu, apenas deu esta viajem ao Porto e o book de fotos, faltou a viajem para o Milão, cirurgia nos seios, trabalhos e cuidar dos meus dentes, isso ela não fez”, garantiu.

A assessoria reconhece não ter sido assinado um contrato físico, porém, garante que os prémios do programa foram todos entregues.